Quem sou eu

Minha foto
São Luís, Maranhão, Brazil
Eu sou um poema inacabado que ninguém nunca leu. Eu sou a paisagem daquele quadro que o pintor não terminou. Eu sou uma tarde quente de verão em que não choveu. Eu sou Aquele rio que secou Antes de alcançar o mar. Eu sou aquele sonho bonito que ninguém realizou. Eu sou a escultura quase perfeita que caiu da mão e quebrou. Eu sou aquela paixão gostosa que por medo, alguém sufocou. Eu sou o amor que alguém esperava mas nunca chegou. Eu sou metade do que eu desejava ser... o dobro do que eu nunca esperei!!!

18 de out de 2007

O Amor muda qualquer coisa… e qualquer um!


O Amor muda qualquer coisa… e qualquer um!

Quando abro um jornal, vejo um notíciário ou leio uma revista, me deparo com uma interessante notificação: cuidado, o mundo está em desmoronamento. Que mais falta acontecer diante dos olhos dos expectadores? Que mais nossa geração vai testemunhar? Quantas serão ainda as nossas guerras, quanto crescerá ainda a porcentagem de pessoas que morrerão de AIDS? Quantos órfãos aguardarão adoção? Quantas crianças ainda serão abusadas?
Tudo isso acontece a toda hora. Mas já estamos meio conformados. Muitos de nós nem se comovem mais… Porque será que nós, critãos, nos comportamos como se houvesse um "anestésico" no nosso corpo, mente e espírito? Nossa identidade nos impulsiona, como filhos de Deus, a dizer não à injustiça, a defender o direito do pobre, a falar em nome daqueles que não podem se defender, de proclamar a libertação dos presos e opressos, a anunciar a boa notícia de que há um caminho de volta à vida. O amor tira o véu, tira o medo e constrage-nos diante da força do nosso orgulho e apego ao pecado.
Deus nos amou e enviou a Jesus. Seu Filho nos elevou à categoria de filhos e seus co-herdeiros. O amor pode mudar qualquer coisa. Deus deu Jesus a nós. E a vida dele foi tão doada que um dia, numa cruz, já não havia mais vida para ser doada. Então ele morreu e nos deu Sua ressureição. O amor, de fato nos surpreende. O amor salva, liberta, dá a vida e a vida eterna. O amor pode salvar o mundo. E o amor se manfesta em nós e através de nós. O amor é uma delícia. Até na pronuncia. E nos projeta para um mundo de sonhos… A gente não quer acordar…

"Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele... ... N isto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados.... ... Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado. Nisto conhecemos que permanecemos nele, e ele, em nós: em que nos deu do seu Espírito ". (I Jo 4:7-13)
Há esperança para o mundo. Ele precisa conhecer o amor. Ele precisa de justiça, mas acima de tudo, precisa conhecer o Justo. O fiel e verdadeiro. Aquele que é do amor a fonte.
Vamos fazer diferença? Levantem-se já destas cadeiras e ponham as mãos no arado. Estamos por aqui, para ajudar vocês a serem uma bênçao entre os povos e nações, mas também na sua vizinhança e cidade! "Ora e Labora!".
Amados, amemos de fato e não somente de palavras. O mundo quer ver a encarnação do amor e da justiça. Assumamos o compromisso. Deus está a nossa frente e a graça triunfará.

16 de out de 2007

Importa que nos apeguemos


Estes têm sido tempos de apostasia na terra.


Conforme a Bíblia, o amor de muitos tem se esfriado, sido egoísta e mostram desprezo ao que vem de Deus.

E, para nossa preocupação, esta apostasia tem penetrado o coração de quem crê no evangelho.


Apostasia é um estado de quem abandona voluntária ou publicamente a fé cristã ou que se afasta de Jesus.


Estas pessoas podem estar sentadas num banco de igreja, mas separados de Deus. Uma nuvem traz objetivos para nossas vidas com o propósito de romper nossa comunhão com Deus e nos frustrar. Esta nuvem quer plantar uma semente de dúvida. Por isso precisamos estar sempre em espírito de vigília.


Uma mobilização nos céus começa a acontecer Deus levanta pessoas que são atraídas pela sua presença e que estão impactando o mundo. Há propósitos de Deus para a tua passagem na terra e a salvação não é o fim. Deus não te mata na hora em que você o aceita, a não ser que seja num último suspiro pela sua misericórdia. Deus salva com propósito. Leva um tempo pra Jesus te chamar; enquanto isso, você tem de trabalhar. Uma mobilização nas trevas vai se formando Você descobriu a sua missão — cumprir os planos de Deus. Mas as trevas também enxergam isso.


Reunimos-nos recentemente num congresso de batalha espiritual contra as obras das trevas. Imaginamos que o inferno deve se reunir também contra as obras da luz, tentando nos desacreditar dos planos de Deus. O que mais nos assusta é que estas investidas malignas estão dando certo. Hebreus 2:1-4 Hebreus é uma carta que desconhecemos o autor, mas sabemos que foi escrita aos cristãos judeus ou hebreus, que se sentiam atraídos a abandonar o evangelho, devido a perseguição. Uma carta que fala a cristãos que perceberam que o ritmo da jornada não é tão calmo e querem ajuda para reconhecer as armadilhas. Que nos incentiva a dizer que não queremos ser encontrados entre os que retrocederam.


Neste texto entendemos que temos a salvação, que nos foi anunciada por milagres e prodígios. Vivemos milagres verdadeiros, mas corremos o risco de negligenciar a salvação; e, se não queremos nos desviar, precisamos nos apegar com mais firmeza às verdades ouvidas. Nosso papel é ficar atento à mensagem que Deus tem para nós.


Se não valorizarmos esta salvação, as nossas prioridades serão invertidas e Deus passa a não ser mais o número um. A negligência traz cegueira Uma espécie de caramujo nos EUA, que vive em cavernas, tem dois pontos negros na cabeça que, segundo biólogos, um dia foram olhos que funcionaram, mas que hoje não funcionam mais. Detalhe: no passado este caramujo era uma espécie multicolorida e, por fugir da luz, ficou preto e branco, além de cego.


Aqui encontramos uma lição: Se vamos para um lugar escuro, que nos parece seguro, começamos a não enxergar o que, por fé, Deus nos tem mostrado. Deus nos dá dons e espera que os usemos para levar aos que precisam. Se nos escondermos em uma caverna e não usarmos nossos dons perdemos, pois não os precisamos dentro dela.


Devemos exercitar nossa vida espiritual, se assim a esperamos ter. A negligência impede o crescimento Se olharmos para a natureza ela precisa de água e adubo para sobreviver. Em Provérbios 24:30-34 Salomão diz que aquele que for negligente, verá que o seu jardim não sai de uma condição de derrota. Se virmos ruínas em nossas vidas, talvez seja porque tenhamos negligenciado. Neste caso, não adianta procurarmos demônio que não iremos encontrar. Há um tipo de caranguejo que vive na fenda das rochas e é atingido por ondas.


Ele guerreia para sobreviver e desenvolve uma carcaça forte. Mas, em busca de segurança, alguns passam a morar em conchas, longe da batalha. Ele começa a ficar imóvel, perde partes do seu corpo e se sair dali poderá ser atacado por predadores. E sua razão por estar ali é simplesmente viver, enquanto os outros ficam fortes e robustos, passando por qualquer dificuldade. Esta é outra lição: quanto maior a chamada, mais viramos alvo do inimigo. E, se não soubermos como nos defender, alguns sentimentos nos vêm à cabeça como se algo com Deus fosse artificial.

Se nos apegarmos, a nossa alma prosperará. E se isso não acontecer, nos sentiremos mais fracos do que alguém que não conheceu a Deus.


Deus é a nossa fonte e nada se compara ao que Ele nos tem preparado.

Não seja encontrado no meio daqueles que apostataram e, sim, por aqueles que passam por vales e são servidos por anjos e recebem um azeite novo.


Nosso pai nos ama, nos cura e tem sempre um caminho em meio a tribulação.


Ele não desistiu de nós e por isso não vamos ser encontrados no meio daqueles que retrocederam por terem desistido de suas promessas!

De que Deus vc precisa?


Que Deus vc precisa ??? Leia Salmos 23 Logo com as primeiras palavras deste salmo, Davi dispõe-se a livrar-nos do peso de uma divindade menor.
Alguns podem argumentar que ele não buscou fazer nada mais.
Embora ele falará de pastos verdes, sua proposta não é descanso. Ele descreverá o vale da sombra da morte, mas o seu poema não é uma ode à morte. Ele contará da casa eterna de Deus, mas o seu tema não é o céu.
Por que Davi escreveu o Salmo 23? Para edificar nossa confiança em Deus... para recordar-nos quem Ele é. Neste salmo, Davi devota cento e cinco palavras para explicar as duas primeiras:' "O Senhor". Na arena da bagagem desnecessária, o salmista começa com o mais pesado: o deus remodelado. Alguém que parece agradável, mas realiza pouco. Deuses como... Um gênio na garrafa. Conveniente. genial. Precisa de um lugar no estacionamento, uma data, um gol marcado ou perdido? Tudo o que você faz é esfregar a garrafa e puf - é seu. E, o que é ainda melhor, este deus volta para dentro da garrafa depois de fazê-lo. Um doce vovô. Tão coração-mole. Tão sábio. Tão bondoso. Porém muito, muito, muito velho. Vovôs são ótimos quando estão acordados, mas costumam dormitar involuntariamente quando se precisa deles. Um pai ocupado. Parte na segunda, retorna no sábado. Um monte de viagens e reuniões de negócios. Contudo, ele aparecerá no domingo. Então ponha tudo em ordem e pareça espiritual. Na segunda-feira, seja você novamente. Ele nunca saberá. Já teve estas concepções de Deus? Se já, você sabe os problemas que elas causam. Um pai ocupado não tem tempo para as suas perguntas. Um vovô bondoso é fraco demais para carregar as suas cargas.
E se o seu deus é um gênio na garrafa, você é mais importante que ele. Ele vem e vai ao seu comando. Um deus que parece agradável, mas realiza pouco. É esta a espécie de Deus que você quer?
É esta a espécie de Deus que temos? A resposta de Davi é um não retumbante. "Você quer saber quem Deus é realmente?", pergunta ele. "Então leia isto". E ele escreve o nome Yahweh. "Yahweh é o meu pastor".
Embora estranho para nós, o nome era rico para Davi. Tão rico, na verdade, que Davi escolheu Yahweh acima de El Shaddai (Deus Todo-poderoso), El Elyon (Deus Altíssimo), e El Olam (Deus, o Eterno). Estes e muitos outros títulos de Deus estavam à disposição de Davi.
Não obstante, ao considerar todas as opções, ele escolheu Yahweh. Deus nos contou o seu nome. (Quanto Ele deve almejar estar perto de nós!) Moisés foi o primeiro a aprender o nome de Deus. Sete séculos antes de Davi, o pastor de oitenta anos estava cuidando das ovelhas, quando o arbusto começou a arder, e a sua vida, a mudar.
Moisés recebeu ordens de voltar ao Egito e resgatar os hebreus escravizados. Ele apresentou mais desculpas que um garoto na hora de ir para a cama, porém Deus superou cada uma delas. Finalmente, Moisés indagou: Eis que quando vier aos filhos de Israel e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós'; e eles me disserem: Qual é o seu nome? Que lhes direi? Então Deus disse a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós (Êx 3.13,14). Mais tarde Deus lembraria a Moisés: "Eu sou Yahweh. Eu apareci a Abraão, e a Isaque, e a Jacó, como El Shaddai; mas pelo meu nome Yahweh, não lhes fui perfeitamente conhecido" (Êx 6.2,3). Os israelitas consideravam o nome sagrado demais para ser pronunciado por lábios humanos.
Sempre que precisavam dizer Yahweh, substituíam-no pela palavra Adonai, que significa "Senhor". Se o nome precisava ser escrito, os escribas tomavam um banho antes de escrevê-lo e destruíam a pena depois de o haverem feito. Deus nunca deu uma definição da palavra Yahweh, e Moisés nunca a pediu. Muitos estudiosos gostariam que ele o tivesse feito, pois o estudo do nome tem suscitado algumas discussões saudáveis.
O nome EU SOU soa notavelmente próximo do verbo hebraico ser - havah. É possivelmente uma combinação da forma verbal presente (Eu sou) e do causativo (Eu causo o existir). Yahweh, então, parece significar "Eu sou" e "Eu causo". Deus é "Aquele que é" e "Aquele que causa". Por que isto é importante?
Porque precisamos de um Deus grande. E se Deus é "Aquele que é", Ele é um Deus imutável. Pense a respeito. Você conhece alguém que anda dizendo "Eu sou"? Nem eu. Quando dizemos "Eu sou", sempre acrescentamos outra palavra. "Eu sou feliz "Eu sou triste "Eu sou forte. Deus, no entanto, declara perfeitamente, "EU SOU" e não acrescenta nada mais. "Tu és o que?", desejamos perguntar. "EU SOU", replica Ele.
Deus não precisa de nenhuma palavra descritiva, porque Ele nunca muda. Deus é o que é. Ele é o que sempre foi. Sua imutabilidade motivou o salmista a declarar: "Mas tu és o mesmo" (Sl 102.27). O escritor está dizendo: "Tu és Aquele que é. Tu nunca mudas". Yahweh é um Deus imutável. Ele é também um Deus incausado.
Embora Deus crie, Ele nunca foi criado. Embora faça, Ele nunca foi feito. Embora cause, Ele nunca foi causado. Daí a proclamação do salmista: "Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus" (Sl 90.2). Deus é Yahweh - um Deus imutável, um Deus incausado, e um Deus ingovernado.
Você e eu somos governados. O clima decreta o que vestimos. O terreno diz-nos como viajar. A gravidade dita a nossa velocidade, e a saúde determina o nosso vigor. Podemos desafiar estas forças e alterá-las levemente, mas nunca podemos remove-las. Deus - nosso Pastor - não verifica o clima; Ele o faz. Não afia a gravidade; Ele a criou. Não é afetado por problemas dele; Ele não tem corpo. Jesus afirmou, "Deus é Espírito" (Jo 4.24). Uma vez que Ele não possui corpo, não tem limitações – do mesmo modo que Ele está em São Paulo, está em Paris. Imutável. Incausado. Ingovernado.
Estas são apenas uma fração das qualidades de Deus, mas não são o suficiente para dar-lhe um vislumbre de seu Pai? Não precisamos deste tipo de pastor? Não carecemos de um pastor imutável? Relacionamentos mudam. A saúde muda. O tempo muda. Contudo, o Yahweh que governou a na noite passada é o mesmo Yahwaeh que a governa hoje. As mesmas convicções. O mesmo plano. O mesmo humor. O mesmo amor. Ele nunca muda. Você não pode alterar Deus. Carecemos igualmente de um pastor incausado. Ninguém soprou vida para dentro de Yahweh. Ninguém o gerou. Ninguém o deu à luz. Ninguém o causou. Nenhum ato o fez nascer. E, desde que nenhum ato o fez nascer, nenhum ato pode tirá-lo. Ele teme um terremoto? Ele treme diante de um tornado? Dificilmente. Yahweh dorme durante as tempestades e acalma o vento com uma palavra. Câncer não o preocupa, e cemitérios não o perturbam.
Ele estava aqui antes que eles surgissem. Ele estará aqui depois que eles houverem passado. Ele é incausado. E Ele é ingovernado. Conselheiros podem confortar você na tempestade, mas você precisa de um Deus que possa acalmar a tempestade.
Amigos podem segurar-lhe a mão em seu leito de morte, mas você precisa de um Yahweh que venceu a sepultura. Filósofos podem debater o significado da vida, mas você precisa de um Senhor que possa declarar o sentido da vida. Você precisa de um Yahweh. Você não precisa do que Doroti descobriu. Lembra-se da sua descoberta em O Mágico de Oz? Ela e o seu trio seguiram a estrada amarela apenas para descobrir que o mágico era um fraco! Somente fumaça, espelhos e ruídos. É esta a espécie de deus que você precisa?
Você não tem de carregar a carga de um deus inferior... um deus sobre uma estante, um deus numa caixa, ou um deus numa garrafa. Não, você precisa de um Deus que possa colocar 100 bilhões de estrelas em nossa galáxia, e 100 bilhões de galáxias no universo. Você precisa de um Deus que possa moldar dois punhados de carne em 75 a 100 milhões de células nervosas, cada uma com 10.000 conexões com outras células nervosas, colocar isto em um crânio, e chamá-lo de cérebro.
E você precisa de um Deus que, enquanto você está adormecido, possa vir na quietude da noite e tocar você com a ternura de uma nevada em abril. Você precisa de um Yahweh.
E, de acordo com Davi, você tem um.
Ele é o seu pastor.
Deus abençoe a todos!

Não fuja mais!


Eu e você somos fruto de um sonho divino. Para cada um de nós, o Senhor projetou um plano de vida perfeito e personalizado.

Muitos, porém, ao reconhecerem o propósito do Senhor para suas vidas, por medo ou por qualquer outra razão, escolhem fugir da Sua presença.

Mas Deus é insistente quando nos chama. O profeta Jonas, por exemplo, quando ouviu a voz de Deus, fugiu para o lado oposto ao que o Senhor mostrava. Mas Deus não desistiu dele, o trouxe de volta e o levou a cumprir o seu chamado. Em Jonas 3:1-4, o Senhor chama Jonas pela segunda vez. Jonas foi o profeta que o Senhor escolheu para ir até a cidade de Nínive e avisar a todos que, por causa dos seus inúmeros pecados, toda região seria destruída.

Jonas sabia da rebeldia dos habitantes de Nínive e negou-se a cumprir este chamado e fugiu. Embarcou em um navio para bem longe da face de Deus.

O chamado de Deus é insistente Qualquer um de nós poderia julgar Jonas como um covarde ou rebelde, mas o Senhor, mesmo conhecendo suas fraquezas, não desistiu dele e mandou uma grande tempestade que agitou o navio em que estava.

Os marinheiros ficaram com medo e pediram para que Jonas orasse ao Senhor por misericórdia. Foi quando ele revelou sua condição.

Disse que a tempestade acontecia por causa dele e pediu para ser lançado ao mar. Os marinheiros obedeceram e o lançaram para que a tempestade cessasse. Nesse momento, o Senhor insiste mais uma vez e manda um grande peixe engolir Jonas.


A Bíblia nos diz que ele permaneceu durante três dias nas entranhas do peixe e lá, arrependido por não ter obedecido ao chamado, orou a Deus. O Senhor ouviu Jonas e fez com que o peixe o cuspisse na terra. Jonas então parte para Nínive e cumpre o chamado de Deus. Assim como aconteceu com Jonas, quando o Senhor nos chama, Ele não olha para os nossos defeitos. Ele conhece nossos limites, nos ama e nos fortalece. Os homens podem dizer que somos covardes ou preguiçosos, mas é o Senhor quem capacita aqueles a quem escolhe. O chamado de Deus é pessoal O propósito que Deus tem para a sua vida é somente seu. É como sua impressão digital. Somente você tem as condições necessárias para cumprir este chamado. Deus poderia ter escolhido outra pessoa para pregar aos habitantes de Nínive, mas escolheu a Jonas. Aos olhos do Senhor, Jonas era a pessoa ideal para colocar em prática Seus planos. Deus também age assim conosco. Talvez o Senhor tenha escolhido você para realizar algo que, aos seus olhos, é muito difícil ou mais indicado para outra pessoa. Mas hoje, o Senhor lhe diz que somente você é perfeito para cumprir este propósito.

O chamado de Deus é intransferível Jonas embarcou em um navio. A Bíblia nos diz que ele chegou a dormir no meio da tempestade e pediu para ser lançado ao mar. E depois de tantas tentativas de fuga, o Senhor não transferiu o chamado de Jonas para outro profeta. Da mesma forma, o propósito que Deus tem para você, não será passado a outra pessoa, mesmo que você tente fugir. Mesmo quando somos infiéis, o chamado de Deus para nossas vidas permanece fiel.

Voltando ao centro da vontade de Deus Somente quando Jonas se arrependeu sinceramente por ter sido negligente o Senhor ouviu a sua oração e o libertou. Porém antes disto, Jonas precisou ser engolido por um grande peixe. Os "grandes peixes" são as situações que nos levam ao arrependimento genuíno. São aquelas que nos fazem ver que precisamos do Senhor e que fugir dEle é impossível.

O Senhor está dizendo a você, "não fuja mais". Deus o conhece desde quando você estava no ventre da sua mãe e até mesmo antes disso.

Enxerga os seus defeitos e vê suas qualidades.

O Senhor tem um plano perfeito e sob medida para você. O melhor que você poderia viver!

Deus não quer outra pessoa em seu lugar, você é muito importante para Ele.


Por isso, hoje, pare de fugir!

Deus abençoe!

Esperar em Deus!


A espera ajuda a fortalecer a nossa confiança em Deus “Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança.” (Sl 62.5). Por que é tão difícil esperar? Somos muito imediatistas e não gostamos de esperar.

Deixamos muitas vezes o medo e a ansiedade tornarem-se empecilhos à concretização das promessas de Deus em nossa vida. Mas se soubermos lidar com estes sentimentos, conquistaremos as promessas do Senhor no tempo certo! Como esperar em Deus?

Tenho aprendido por meio do louvor e da adoração uma maneira maravilhosa de aguardar as promessas de Deus, mesmo nos momentos mais difíceis, quando tudo parece contrário, quando os sonhos e planos de Deus parecem que não irão se concretizar, começo a adorá-lo e a crer que não está demorando, mas que ele está trabalhando para entregar o melhor para minha vida. Como saber o tempo certo de Deus?

Para entendermos o tempo certo de Deus, precisamos sentir a sua paz nas decisões que iremos tomar – aquela paz retratada em Filipenses 4.7, que excede todo nosso entendimento.

Esperar no tempo certo de Deus também significa renúncia e santificação.


Quando nos entregamos totalmente ao Senhor, ele passa a ser o dono exclusivo do nosso tempo. No “silêncio” Deus trabalha, no “silêncio” Deus molda nosso caráter, no “silêncio” aprendemos a depender dele e deixamos nossa auto-suficiência em suas mãos. O “silêncio” de Deus é necessário em nossa vida.

Conseqüências de não esperar em Deus Existem graves conseqüências para aqueles que não esperam o tempo certo de Deus, tais como: ansiedade, medo, sonhos desfeitos, decepções, amarguras e frustrações.


Há alguns meses, encontrei com uma amiga da faculdade e ela começou a me questionar sobre algumas áreas da minha vida. Percebi que ela estava curiosa para saber sobre a área emocional, pois havia constatado o quanto Deus estava me abençoado na área ministerial e profissional.


Foi quando ela indagou: “Você já se casou? Está noiva?”. Então respondi: “Não, mas estou esperando no Senhor”. Então ela me disse: “Suely, você não pode querer tudo na vida”.

Então eu lhe respondi: “Sim! Com certeza Deus me concederá todas as promessas e isto também inclui a área emocional”. Com os olhos assustados ao ouvir uma resposta cheia de esperança e fé, ela disse: "Realmente percebemos o quanto você demonstra segurança nesta área e o quanto tens sido abençoada”. Então, amado(a) irmão(a) o que você tem esperado? Cura? Ministério ungido? Casamento? Filhos? Emprego promissor? Esperar em Deus não é para os fracos, mas para os fortes em Cristo Jesus.


A Palavra de Deus nos diz: “Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele.” (Sl 118.24). Creia que o “dia do Senhor” está chegando em sua vida.

Creia que o “dia do Senhor” é cheio da presença dele. Creia que o “dia do Senhor” é repleto de vitórias e alegrias. “Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera.” (Isaías 64.4).

Faça hoje um compromisso perante o Senhor e se comprometa a esperar nele. Tome a decisão de esperar pacientemente pelo melhor de Deus.


Deus lhe abençoe!

10 de out de 2007


Quão Grato Eu Deveria Ser?"


"A palavra de Cristo habite em vós ricamente, em toda asabedoria; ensinai-vos e admoestai-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, louvando a Deus com gratidão em vossos corações" (Colossenses 3:16).


Uma Igreja no Colorado, USA, adotou uma comunidade no México. O pastor Rick Rusaw disse, "Devido a essa adoção,temos viajado constantemente para Nuevo Rosita, México. Em uma viagem com vários furgões, automóveis e muitos outros veículos, fomos bloqueados por um inflexível guarda da fronteira. Finalmente, um oficial, responsável pela inspeção, nos disse: "Nós permitiremos que vocês cruzem a fronteira, mas lembrem-se que nós lhes fizemos um grande favor." Um dos jovens de nossa Congregação explicou o que o oficial havia dito para o nosso líder que se dirigiu aoguarda e perguntou: "Quanto devo eu ser grato?" O guarda da fronteira respondeu: "40 dólares seria uma gratidão suficiente."

Temos nós mostrado ao Senhor Jesus Cristo a gratidão pelas muitas bênçãos que tem derramado sobre nossas vidas? A alegria por nos fazer filhos de Deus tem iluminado nossos passos e servido de estímulo aos nossos amigos e parentes? O louvor e glórias ao nosso Deus têm predominado sobre as queixas e murmurações?


A morte de Cristo na cruz do Calvário é um exemplo maravilhoso do quanto eu devo ser grato. Deus fez a cada um de nós um grande favor que merece, certamente, a nossa gratidão. O "favor" do guarda da fronteira custou uma quantia em dinheiro, mas o presente do Senhor nos foi oferecido gratuitamente. Nós temos um motivo muito grande para sermos gratos.


"Quão grato eu deveria ser?"


É uma grande pergunta para eu fazer ao meu Salvador.
Você já fez essa pergunta?