Quem sou eu

Minha foto
São Luís, Maranhão, Brazil
Eu sou um poema inacabado que ninguém nunca leu. Eu sou a paisagem daquele quadro que o pintor não terminou. Eu sou uma tarde quente de verão em que não choveu. Eu sou Aquele rio que secou Antes de alcançar o mar. Eu sou aquele sonho bonito que ninguém realizou. Eu sou a escultura quase perfeita que caiu da mão e quebrou. Eu sou aquela paixão gostosa que por medo, alguém sufocou. Eu sou o amor que alguém esperava mas nunca chegou. Eu sou metade do que eu desejava ser... o dobro do que eu nunca esperei!!!

23 de nov de 2010

Um desabafo....


“...Esta é uma estória triste de uma pobre menina iludida com um amor platônico... Ela vivia bolando mil planos para chamar atenção de alguém que nem olhava pra ela... arranjou um dia um namoradinho, para ensaiar cenas de ciúme... para treinar como seria quando estivesse namorando de verdade...Ela se machucou e machucou um outro coração nesse plano arriscado...Até que os papéis se inverteram...E ela descobriu o que era o amor da pior forma... perdendo-o....”

Eu vejo a tua fotografia.... Guardo o teu olhar no meu coração, teu jeito de menino tímido, desengonçado, gordinho, introspectivo... Guardo as suas birras... os seus ciúmes, o biquinho que você fazia só pra eu te bajular...no fundo eu gostava de domar a sua zanga...Depois ficávamos juntinhos calados...mas não precisavam palavras...o melhor das brigas era sempre fazer as pazes....

Você era um menino... e eu era muito criança....olhando por fora, nem sei como se interessou por mim.... fiz tudo errado, desde o começo.... decepcionei... mas eu já estava decepcionada....magoei porque eu já estava magoada...não foi por querer, nem por maldade...era só a cegueira da adolescência...eu não imaginava que era sério...é muito triste que eu não tenha percebido isso naquela época....eu não sabia lidar com meus próprios sentimentos...que dirá com os de outra pessoa...

Eu não era exatamente o tipo mais popular... mas você me enxergava como eu era...e gostava de mim como eu era... Eu também gostava de você, da sua companhia, me sentia segura por que parecias um urso perto de mim...rs...Eu gostava do seu lado sério...melancólico...Gostava dos seus braços, do aconchego quando chovia...Eras calado, e te fazer sorrir era um desafio pra mim...Mas eu era caleidoscópica...e ainda sou, um dia estava bem....outro estava ruim....um dia estava apaixonada por você e no outro dia desejava que você desaparecesse....me sentia sufocada...asfixiada...pelas cobranças, pelo ciúmes... eu tinha medo...tinha medo de descobrir o que eu estava sentindo...fiquei confusa entre o que eu achava que queria,e o que era totalmente novo pra mim,e então eu fugi.....

Sinto que tenha te magoado, e sinto ter te perdido... você foi o que houve de real, de puro na minha tola infância... e eu não soube viver isso...perdão!

Queria ter naquele tempo a cabeça que tenho hoje, pois não sou mais aquela menina bonitinha daquela época, mas não sinto falta mais dela, ela era muito burrinha... só voltaria de novo aqueles tempos para te beijar embaixo de chuva mais uma vez e acariciar teus cabelos sentindo teus lábios nos meus, misturado a chuva, suor ,e saudade... e com borboletas no estômago....te diria baixinho....te amo!

Incrível como os sentimentos se transformam em palavras e um dia simplesmente viram uma pagina de um blog....que fique registrado aqui,o meu pesar...e a quem ler grito: CARPE DIEM!!!! Viva o hoje! Amanhã pode ser tarde demais...Jovenzinhos..amem as pessoas que amam vocês, não se iludam com futilidades...não se deixem influenciar.... enxerguem o amor....ele pode estar agora a dois passos de você...como pode estar a mil léguas...(no meu caso)

Um comentário:

Hortência Melo disse...

"me sentia segura por que parecias um urso perto de mim". hahaha

Khadge,belo texto!

E viva La Carpe Diem! lol...